Guia para desenvolver um atendimento humanizado em laboratórios

Guia para desenvolver um atendimento humanizado em laboratórios

Investir no atendimento humanizado tem sido uma prática bastante utilizada na área da saúde, principalmente em laboratórios que priorizam o bem estar dos pacientes e desejam que eles identifiquem nas pequenas atitudes um quê a mais de cuidado e cordialidade.

Isso sem dúvida alguma é um grande diferencial: ser recebido e conduzido de maneira respeitosa em todas as etapas do atendimento, tendo a plena convicção de que está sendo assistido por uma equipe competente, capaz de ouvir e que trabalha com o objetivo de melhorar cada vez mais a qualidade do relacionamento humano.

Mas o que caracteriza um atendimento humanizado? Como aplicá-lo cotidianamente em laboratórios? O que fazer para que os usuários dos serviços se sintam amparados e seguros desde a sua entrada nas unidades?

Quer tirar essas e outras dúvidas? Acompanhe nosso Guia para desenvolver um atendimento humanizado em laboratórios!

O que é preciso fazer para prestar um atendimento humanizado:

  • Deixar prevalecer a ética profissional;
  • Fornecer corretamente todas as informações de preparo para realização de exames e coleta de amostras;
  • Informar sobre posicionamento na fila de espera e local do exame, acalmando o cliente e deixando-o mais seguro;
  • Estar atento a questões que limitam a locomoção de pacientes idosos e deficientes físicos;
  • Incluir no momento da coleta um tratamento diferenciado para pacientes com histórico de reações como: palidez, suores, vertigem, zumbidos, entre outros;
  • Prestar atendimento individualizado: considerar o paciente como um todo e não o classificar de forma generalista em função do seu quadro de saúde/diagnóstico;
  • Tratar o paciente com empatia e acolhimento integral;
  • Exercer uma escuta atenta, com um olhar sensível as questões humanas;
  • Ter respeito e consideração a intimidade e diferenças;
  • Trocar informações levando em conta o estado emocional do paciente;
  • Preservar o estado físico e emocional do paciente, evitando exposições desnecessárias;
  • Transmitir apoio, segurança e confiança em todas as etapas do atendimento;
  • Olhar nos olhos do paciente e ser simpático;
  • Ter uma estrutura física que atenda as necessidades de cuidado.

Para desenvolver um atendimento humanizado em laboratórios você precisa evitar algumas atitudes:

  • Ser frio e indiferente à condição de saúde do paciente;
  • Não chamar o paciente pelo nome, mantendo o foco somente nos procedimentos e diagnóstico;
  • Não acolher ou desvalorizar os medos, ansiedades e sentimentos dos pacientes;
  • Usar frases prontas do tipo: "tem situações muito piores que a sua”, "não seja fraco” e "não vejo razão para você ficar nesse estado”;
  • Não fornecer as informações necessárias ou não sanar as dúvidas apresentadas pelos pacientes;
  • Não dar espaço para o paciente se posicionar diante de uma situação desagradável;
  • Rotular o paciente por uma condição de saúde especifica.

O atendimento humanizado em laboratórios é muito importante, não restam dúvidas. Mas o que você tem feito para criar diferenciais de acolhimento aos pacientes? Quais são os resultados que você tem alcançado?

Conte para gente como tem sido a sua atuação para evitar a banalização do atendimento na área da saúde.

gestão de laboratórios diagnósticos

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário