Evite a contaminação! Saiba como eliminar resíduos de exames em laboratórios diagnósticos

Evite a contaminação! Saiba como eliminar resíduos de exames em laboratórios diagnósticos

Não tem jeito, os resíduos gerados em pequena, média ou grande escala fazem parte da rotina de qualquer laboratório. E como eliminar resíduos de exames é um problema, pois muitos deles podem estar contaminados e quem tem contato direto com esses materiais devem ter atenção redobrada ao manuseá-los.

Mas não é só isso: o laboratório que preza pela saúde de seus colaboradores deve treiná-los de modo que eles possam participar de forma consciente do gerenciamento de resíduos, adotando as formas certas de manipulação e de descarte desses materiais.
 
01-como-eliminar-residuos-de-exames
 
Portanto, para evitar acidentes de trabalho e contaminações em seu laboratório, você deve saber como eliminar resíduos de exames, pois é sempre melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?

Então fique atento as obrigações legais e veja como preceder no dia a dia: conheça as etapas da gestão de resíduos!

Antes de qualquer coisa é fundamental fazer o levantamento e entender a classificação dos resíduos gerados na área da saúde, veja:

  • Grupo A: resíduos com a possível presença de agentes biológicos que, por suas características, podem apresentar risco de infecção.
  • Grupo B: resíduos contendo substâncias químicas que podem apresentar risco à saúde pública ou ao meio ambiente.
  • Grupo C: resíduos contaminados com radionuclídeos, provenientes de laboratório de análises clínicas, serviços de medicina nuclear e radioterapia. 
  • Grupo D: resíduos que não apresentem risco biológico, químico ou radiológico à saúde ou ao meio ambiente, podendo ser equiparados aos resíduos domiciliares.
  • Grupo E: materiais perfurocortantes ou escarificantes, tais como agulhas e lâminas de vidro, contaminados ou não.

Agora saiba definitivamente como eliminar resíduos de exames em laboratórios diagnósticos:

  • Separe os resíduos no momento e no local da sua geração, observando seu estado físico, características e riscos envolvidos
  • Acondicione os resíduos separados em recipiente, caixas ou sacos apropriados que resistam as ações externas, como rupturas;
  • Utilize símbolos de identificação padronizados para facilitar o manuseio e transporte dos materiais;
  • Procure manter os resíduos próximos do local onde são gerados em casos de armazenamento temporário;
  • Faça o transporte tanto interno quanto externo separadamente e utilize técnicas para garantir a integridade do meio ambiente, colaboradores e população em geral;
  • Realize o tratamento de resíduos (oxigenação, redução, precipitação, destilação e outros);
  • Determine o destino final dos resíduos: incinerador, descontaminação ou aterro sanitário.

 Para mais detalhes de como eliminar resíduos de exames, consulte as normas da ABNT relativas ao controle de resíduos na área da saúde. 

Conheça melhor sobre manuseio de resíduos, símbolos de risco, tipos de armazenamento, coleta, classificação dos sacos para acondicionamento, entre outras coisas que são muito importantes para a boa gestão de um laboratório.

Cuide do bem estar de seus pacientes, de seus funcionários e colabore de forma consciente para a preservação do meio ambiente. Elimine resíduos de acordo com as leis vigentes e evite contaminações! 
 



Compartilhe essa página

Deixe seu comentário