Polêmica que volta à tona: é necessário jejum para realização de exames laboratoriais?

A dúvida se é necessário jejum para a realização de exames laboratoriais ainda é recorrente e a discussão acerca do assunto tem levado muitos profissionais a repensarem essa prática tão comum.

Alguns especialistas têm defendido que na maioria dos casos o jejum pode ser extinto, pois com os equipamentos e técnicas modernas para análise de amostras a ingestão de alimentos não interfere de forma significativa nos resultados obtidos.



Inclusive, alguns laboratórios de São Paulo iniciaram uma campanha recentemente, afirmando que hoje em dia somente 5% dos exames requerem de fato que o paciente fique um período sem se alimentar.

Dentre os exames que indicam que é necessário o jejum estão: glicose e triglicérides cujos valores podem sofrer interferências após a refeição. Já outros como: os hormonais (quase todos) e hepatite (por ex.) não exigem mais esse tipo de restrição.

Atualmente o período de jejum depende do exame que será realizado e também das normas internas de cada laboratório. Muitos estão reduzindo a quantidade de horas e recomendando de três a quatro horas no máximo de jejum.

 

Conheça nosso sistema de Gestão Laboratorial

Agende uma apresentação

É importante ressaltar que desde 2016 foi abolida a exigência de jejum nos exames rotineiros que medem os níveis de gordura no sangue (HDL e LDL), beneficiando principalmente idosos com riscos de terem hipoglicemia pela falta de alimento.

Apesar das mudanças que estão sendo observadas ainda que de forma gradual, o que vale e deve ser respeitado até então é a opinião e as considerações do médico que solicitou o exame para o paciente.

Sendo assim, a tendência é que esse tipo de discussão ainda perdure por algum tempo, já que os pontos de vista divergem bastante e muitas coisas precisam ser analisadas antes da aceitação e determinação de novas regras.

Vale lembrar que não é recomendado que pacientes que vão se submeter à coleta de sangue ultrapassem o período de quatorze hora sem ingerir qualquer tipo de alimento e líquido, em especial água.

É obrigação do laboratório informar e orientar o paciente quanto ao preparo para a realização de exames e evitar situações que comprometam seu bem estar e sua saúde, mesmo que momentaneamente.

O que você acha dessa polêmica? Afinal, é necessário jejum ou não para a realização de exames laboratoriais?  Deixe aqui sua opinião de profissional!

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário